Linha do Tempo – a.C.

Acesso em: 14:44 26/07/06
Disponível em: Bibliografia_final de folha
——————————
::::::: LINHA DO TEMPO :::::::
——————————
3500 3500.1. Invenção da escrita.
3200 3200.1. Unificação do Egito,
 3200.2. sob a autoridade de um faraó.
3000 3000.1. Invenção do veleiro – Egito
 3000.2. Inventor desconhecido
2690  2690.1. PIRÂMIDES DO EGITO
 2690.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 2690.3. Foram construídas
 2690.4. por volta de 2690 a.C.;
 2690.5. Queóps – 137,2 m de altura;
 2690.6. Quéfren – 136 m de altura;
 2690.7. Milquerinos – 62 m de altura.
1900 1900.1. Fixação dos hebreus na Palestina.
1300 1300.1. Invenção do alfabeto pelos feníncios.
1100 1100.1. Colonização grega da Ásia Menor.
753 753.1. Funação de Roma.
600 600.1. JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA (IRAQUE)
 600.2. (Um das sete maravilhas do mundo antigo)
 600.3. Construídos por
 600.4. Nabucodonozor ou Semiramis
 600.5. em 600 a.C.;
 600.6. mediam 23×92 m.
 600.7. Foram destruídos em data desconhecida.
500 500.1. Invenção do ábaco na China
470 470. Nascimento de Sócrates
 470.1. Sócrates morre no ano 399
 470.2. Morre aos 71 anos de idade
460 460.1. Hipócrates
 460.2. O médico grego Hipócrates,
 460.3. que viveu no século V a.C.,
 460.4. é considerado o Pai da Medicina,
 460.5. e suas idéias
 460.6. sobre os deveres dos médicos
 460.7. são respeitadas até hoje.
 460.8. O juramento de Hipócrates
 460.9. é feito em todo mundo
 460.10. pelas pessoas que se formam em medicina.
 460.11. Juramento de Hipócrates:
 460.11.1. "Eu juro por Apolo médico,
 460.11.2. Esculápio, Higéia e Panacéia,
 460.11.3. e tomo por testemunhas
 460.11.4. todos os deuses e
 460.11.5. todas as deusas,
 460.11.6. que cumprirei este juramento
 460.11.7. com máximo de minhas forças
 460.11.8. e minha inteligência.
 460.11.9. […] Não darei a nenhuma pessoa
 460.11.10. remédio mortal,
 460.11.11. ainda que seja por ela pedido,
 460.11.12. nem darei conselhos que induzam à destruição;
 460.11.13. também não darei,
 460.11.14. a mulher alguma,
 460.11.15. substância ou objeto
 460.11.16. destinado a provocar abortamento.
 460.11.17. Manterei minha vida
 460.11.18. e a minha arte
 460.11.19. com pureza e santidade.
 460.11.20. Qualquer que seja a casa
 460.11.21. em que penetrar,
 460.11.22. entrarei para beneficiar o doente;
 460.11.23. evitarei qualquer ato voluntário
 460.11.24. de maldade ou corrupção […].
 460.11.25. Quaisquer que sejam
 460.11.26. as coisas que veja ou ouça,
 460.11.27. dentro ou fora dela,
 460.11.28. que não devam ser divulgadas,
 460.11.29. considerá-las-ei
 460.11.30. como segrego.
 460.11.31. […] Penetrando no interior dos lares,
 460.11.32. meus olhos serão cegos,
 460.11.33. minha lingua calará
 460.11.24. os segredos que me forem revelados,
 460.11.25. o que terei como preceito de honra.
 460.11.26. Nunca me servirei de minha profissão
 460.11.27. para corromper os costumes
 460.11.28. ou favorecer o crime.
 460.11.29. Prometo que,
 460.11.30. ao exercer a arte de curar,
 460.11.31. me mostrarei sempre fiel
 460.11.32. aos preceitos
 460.11.32.1. da honestidade,
 460.11.32.2. da caridade
 460.11.32.3. e da ciência.
 460.11.33. Se eu cumprir este juramento,
 460.11.34. goze eu a minha vida
 460.11.35. e a minha arte
 460.11.36. com boa reputação entre os homens
 460.11.37. e para sempre;
 460.11.38. se dele me afastar ou se o infringir,
 460.11.39. suceda-me o contrário.
456 456.1. ESTÁTUA DE ZEUS OLÍMPICO (GRÉCIA)
 456.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 456.3. Esculpida por Fídias
 456.4. em ouro e marfim,
 456.5. entre 456 e 447 a.C.;
 456.6. tinha 18 m de altura.
 456.7. Foi destruída em 475.
450 450.1. TEMPLO DE DIANA EM ÉFESO (TURQUIA)
 450.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 450.3. Construído em 450 a.C.;
 450.4. tinha 138 m de cumprimento,
 450.5. 71,5 m de largura,
 450.6. e suas colunas mediam 19,5 m de altura.
 450.7. Incendiado por Erostrate
 450.8. em 356 a.C.,
 450.9. foi reconstruído em 350 e 200 a.C.,
 450.10. e destruído novamente em 263.
428 428. Nascimento de Platão
 428.1. cujo verdadeiro nome era Aristócles
 428.2. (em homenagem ao seu avô),
 428.3. nasceu em 428-7 a.C.
 428.4. e morreu em 348-7 a.C.
 428.5. Sócrates tinha 42 anos de idade
 428.6. Platão morre com 80 anos
404 404. Nasce Diógenes
 404.1. (404-323 a.C.)
 404.2. Diógenes viveu 81 anos
 404.3. Sócrates tinha 66 anos de idade
 404.4. Platão tinha 24 anos de idade
 404.5. Aristóteles iria nascer 20 anos depois
 404.5.1. Alexandre Magno iria nascer 48 anos depois
 404.6. Diógenes foi seguidor de Antístenes
 404.7. e se tornou mais famoso que ele.
 404.8. Diógenes zombava agressivamente
 404.9. de todas as convenções
 404.10. e fazia questão de chocar as pessoas,
 404.11. fosse não se lavando ou vestindo-se,
 404.12. quando muito, de trapos imundos,
 404.13. fosse vivendo dentro de uma funerária,
 404.14. comendo coisas repugnantes
 404.15. ou cometendo atos de indecência pública.
 404.16. Vivia como um cão,
 404.17. e por isso as pessoas de deram
 404.18. o apelido de "Cínico"
 404.19. (do termo grego Kynikos,
 404.19.1. que significa "como um cão").
 404.20. Assim foi cunhada a palavra,
 404.21. que ainda hoje usamos.
 404.22. Mas seu significado mudou com o tempo.
 404.23. "Sou um cidadão do mundo" – Diógenes
 404.24. Num confronto de dois sistemas de valores completos,
 404.25. o conquistador do mundo [Alexandre Magno]
 404.26. encontra o filósofo Diógenes
 404.27. que rejeitava os valores mundanos,
 404.28. preferindo viver como um cão.
399  399. Morte de Sócrates
 399.1. Platão tinha 29 anos de idade
 399.2. Aristóteles iria nascer 15 anos depois
387 387.1. Platão funda a Academia
 387.1.1. Platão tinha 41 anos de idade
 387.1.1.1. Platão morre 39 anos depois
 387.1.2. Aristóteles tinha 3 anos de idade
 387.2. Não tendo êxito na sua primeira investida
 387.3. de converter o tirano Dionísio
 387.4. às suas ideias filosóficas,
 387.5. regressou a Atenas, em 387,
 387.6. onde nos jardins de Academo,
 387.7. junto dum templo consagrado às Musas
 387.8. fundou uma escola,
 387.9. denominada, por este facto,
 387.10. Academia.
384 384. Nascimento de Aristóteles
 384.1. Platão tinha 44 anos de idade
 384.2. Sócrates tinha 15 anos de falecimento
 384.3. A Academia de Platão existia a 3 anos
367 367.1. Ptolomeu I Sóter
 367.2. (367-283 a.C.),
 367.3. rei do Egito
 367.4. (305-285 a.C.),
 367.5. fundador da dinastia Ptolemaica
 367.6. (ou dinastia Lágida).
365 365. Nasce Pirro
 365.1. (c.365-270 a.C.).
 365.2. Pirro foi a primeira pessoa a fazer do ceticismo
 365.3. o foco de seu pensamento
 365.4. – a adotá-lo, por assim dizer,
 365.5. como uma filosofia em si mesma,
 365.6. filosofia que consiste numa recusa ativa
 365.7. em acreditar em qualquer coisa.
 365.8. Ele lançou toda uma escola de filósofos
 365.9. que ficaram conhecidos como céticos;
 365.10. e seu tipo de ceticismo
 365.10.1. sistemático,
 365.10.2. filosófico
 365.10.3. e abrangente
 365.11. às vezes é referido hoje como pirronismo.
 365.12. Pirro servia como soldado de Alexandre Magno
 365.13. e participara de suas campanhas
 365.14. até na distante Índia.
 365.15. Ver tamanha diversidade de países e povos
 365.16. parece ter incutido nele
 365.17. a multiplicidade de opiniões
 365.18. que podem ser encontradas
 365.19. entre os seres humanos.
 365.20. Para quase tudo em que um povo acretitava
 365.21. em determinado lugar
 365.22. parece haver gente em outro lugar
 365.23. que acredita no oposto.
 365.24. Em geral os argumentos
 365.25. são igualmente bons
 365.26. de ambos os lados
 365.27. – ou assim parecia a Pirro.
 365.28. Tudo o que podemos fazer
 365.29. é tomar as coisas pelo que nos parecem:
 365.30. mas as aparências
 365.31. são notoriamente frustantes,
 365.32. por isso nunca devemos
 365.33. assumir a verdade de uma explicação
 365.34. em vez de qualquer outra.
 365.35. A melhor coisa
 365.36. é parar de se inquietar
 365.37. e apenas seguir o fluxo,
 365.38. isto é,
 365.39. acompanhar os costumes e práticas
 365.40. que prevalecem nas circunstâncias
 365.41. em que calhamos nos encontrar.
 365.42. Pirro teve um discípulo,
 365.43. Timon de Flio
 365.44. (320-230 a.C.).
356 356. Nasce Alexandre Magno
 356.1. Aos 13 anos estuda com Aristóteles
 356.1.1. Alexandre viveu 33 anos.
 356.2. Aristóteles tinha 28 anos de idade
 356.3. O império de Alexandre
 356.4. era identificado por seus habitantes
 356.5. com a civilização,
 356.6. como que rodeado por uma muralha de fogo.
 356.7. Ali se estabeleceu o que chamamos
 356.8. de mundo helenístico,
 356.9. que perdurou por séculos
 356.10. e dentro do qual
 356.11. a lingua universal foi o grego
 356.12. – por isso o Novo Testamento foi escrito em grego.
352 352.1. MAUSOLÉU DE HALICARNASSO
 352.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 352.3. Construído em 352 a.C.,
 352.4. por ordem de Artemisa,
 352.5. rainha de Cária,
 352.6. em homenagem a seu irmão e esposo
 352.7. rei Mausolo;
 352.8. tinha 42 m de altura.
 352.9. São encontrados fragmentos
 352.10. deste monunmento
 352.11. no Museu Britânico,
 352.12. em Londres,
 352.13. e em Bodrum,
 352.14. Turquia.
348 348. Morte de Platão
 348.1. Aristóteles tinha 36 anos de idade
 348.2. Aristóteles 13 anos depois funda o Liceu
348 348. A violenta reacção anti-macedónica
 348.1. que se deu em Atenas em 348 a.C.,
 348.2. pode ter sido um dos motivos
 348.3. que influenciou a saída de Aristóteles da Academia,
 348.4. depois de vinte anos de permanência.
345 345. A partir de 345, Filipe II, pai de Alexandre
 345.1. confia a sua educação ao filósofo Aristóteles,
 345.2. o principal sábio da sua época,
 345.3. que o faz percorrer o ciclo completo
 345.4. dos conhecimentos humanos
 345.5. e exerce sobre ele uma influência benéfica.
 345.6. Alexandre tinha 11 anos de idade
 345.7. Aristóteles tinha 39 anos de idade
 345.8. Platão tinha 3 anos de falecimento
 345.9. Aristóteles 10 anos depois funda o Liceu
336 336. Em 336 Alexandre Magno sucede ao seu pai,
 336.1. que morre assassinado.
 336.1.1. Alexandre tinha 20 anos de idade
 336.1.1.1. Alexandre morre 13 anos depois
 336.1.2. Aristóteles tinha 48 anos de idade
 336.1.3. Platão tinha 12 anos de falecimento
 336.2. A Macedónia só conserva a supremacia
 336.3. alcançada no tempo do seu pai
 336.4. porque Alexandre,
 336.5. desde o princípio do seu reinado,
 336.6. não deixa de lutar.
335  335. Alexandre Magno parte, em 335 a.C.,
 335.1. à conquista da Ásia,
 335.2. Aristóteles dá por concluída a sua missão
 335.3. e regressa a Atenas.
335 335. Aristóteles funda o Liceu
 335.1. Aristóteles tinha 49 anos de idade
 335.1.1. Aristóteles morre 13 anos depois
 335.2. Sócrates tinha 64 anos de falecimento
 335.3. Platão tinha 13 anos de falecimento
 335.4. Aristóteles voltou para Atenas em 335 a.C.
 335.5. e fundou a sua escola no Liceu.
333 333. No ano 333 a.C.,
 333.1. Alexandre Magno conquistou a Judéia
 333.2. e assim começou o governo grego na Judéia
 333.3. e em toda Eretz Israel.
 333.4. Alexandre Magno outorgou aos judeus
 333.5. o direito de viver segundo seus costumes,
 333.6. gozando de autonomia religiosa e nacional.
 333.7. Alexandre tinha 23 anos de idade
 333.8. Aristóteles tinha 51 anos de idade
333 333.1. Alexandre Magno
 333.2. Conquistou a Síria
 333.3. em 333 a.C.
 333.4. No mesmo ano
 333.5. conquistou o império persa,
 333.6. que era seu maior sonho.
332  332. Alexandria foi fundada em 332 a.C.,
 332.1. por Alexandre Magno,
 332.2. para ser a melhor cidade portuária da Antiguidade.
 332.3. O porto foi construído com um imponente quebra-mar
 332.4. que chegava até a Ilha de Faros,
 332.5. onde foi erguido o famoso Farol de Alexandria,
 332.6. uma das sete maravilhas do mundo.
 332.7. A cidade começou a ganhar fama
 332.8. com a Bibliotheca Alexandrina,
 332.9. seu nome original,
 332.10. erguida nos jardins do palácio real.
 332.11. A antiga biblioteca,
 332.12. que se acredita que reunia
 332.13. a maior coleção de livros do mundo antigo,
 332.14. foi fundada por Ptolomeu I Sóter, rei do Egito.
 332.15. Alexandre morre 9 ano depois de fundada Alexandria.
330 330.1. De 330 a 326 a.C.
 330.2. Alexandre Magno
 330.3. alcançou progressivamente
 330.4. o Oriente
 330.5. e chegou até a Índia.
323 323. Morre Diógenes
 323.1. (404-323 a.C.)
 323.2. Um Epitáfio para Diógenes:
 323.2.1. Um epitáfio inscrito em Atenas
 323.2.2. em memória de Diógenes:
 323.2.3. "Diz, cão, rogo-te,
 323.2.3.1. o que guardas nesta tumba?
 323.2.3.2. Um cão.
 323.2.3.3. Seu nome?
 323.2.3.4. Diógenes.
 323.2.3.5. De onde?
 323.2.3.6. Sínope.
 323.2.3.7. O que fez de um barril sua casa?
 323.2.3.8. O próprio.
 323.2.3.9. Agora morto,
 323.2.3.10. uma estrela entre as estrelas".
323 323. Morre Alexandre Magno
 323.1. Alexandre morre aos 33 anos de idade
 323.2. Sócrates tinha 76 anos de falecimento
 323.3. Platão tinha 25 anos de falecimento
 323.4. Aristóteles tinha 61 anos de idade
 323.5. Aristóteles morre 1 ano depois
323 323. Alexandre Magno morreu com 33 anos, na Babilônia,
 323.1. no auge da sua glória,
 323.2. exaltado como um deus,
 323.3. em circunstâncias obscuras.
 323.4. Após sua morte,
 323.5. o neonascido império desmoronou rapidamente,
 323.6. dividido pelas brigas entre os amigos do Imperador,
 323.7. mas o desígnio dele,
 323.8. de espalhar a cultura grega pela Ásia,
 323.9. teve sucesso.
323 323.1. Sua morte prematura
 323.2. [de Alexandre Magno]
 323.3. desencadeou
 323.4. a ambição
 323.5. dos quatros generais
 323.6. na disputa pela sucessão
 323.7. do império,
 323.8. que,
 323.9. depois de muitas lutas,
 323.10. foi dividido
 323.11. entre eles.
 323.12. SELEUCO
 323.23. ficou a Pérsia,
 323.24. a Mesopotâmia
 323.25. e a Síria.
 323.26. LISÍMACO
 323.27. apropriou-se
 323.28. da Ásia Menor
 323.29. e da Trácia.
 323.30. CASSANDRO
 323.31. estabeleceu-se
 323.32. na Macedônia
 323.33. e os PTOLOMEUS,
 323.34. também conhecidos como LÁGIDAS,
 323.35. ocuparam
 323.36. o Egito,
 323.37. a Fenícia
 323.38. e a terra de Israel.
 323.39. Com essa nova fase
 323.40. iniciou-se
 323.41. o período conhecido
 323.42. como helenismo
 323.43. ou helenista,
 323.44. caracterizando
 323.45. pela "fusão"
 323.46. de duas tradições culturais:
 323.47. a cultura ocidental grega
 323.48. e a cultura oriental semita.
322 322. Morte de Aristóteles
 322.1. Aristóteles morre aos 62 anos de idade
 322.2. Platão tinha 26 anos de falecimento
320 320. Nasce Timon de Flio
 320.1. (320-230 a.C.).
 320.2. Timon viveu 90 anos
 320.3. Timon foi discípulo de Pirro
 320.4. e sustentou a postura deste,
 320.5. com argumentos intelectuais
 320.6. mais substanciais.
 320.7. Em particular,
 320.8. mostrou que todo argumento,
 320.9. ou prova,
 320.10. procedia de premissas
 320.11. que ele mesmo não estabelecia.
 320.12. Se você tentar demonstrar
 320.13. a verdade dessas premissas
 320.14. por outros argumentos ou provas,
 320.15. então eles terão de se basear
 320.16. em premissas não demonstradas,
 320.17. e assim por diante,
 320.18. ad infinitum.
 320.19. Nenhuma base
 320.20. definitiva de certeza
 320.21. jamais poderia ser alcançada.
315 315. Nasce Arcesilau
 315.1. (315-240 a.C).
 315.2. Arcesilau viveu 75 anos.
 315.3. Sucessor de Timon de Flio.
 315.4. Assumiu a liderança da Academia de Platão,
 315.5. que ficou assim nas mãos dos céticos
 315.6. por duzentos anos.
 315.7. Arcesilau tinha dois métodos principais
 315.8. de ensino:
 315.8.1. um era expor argumentos igualmente poderosos
 315.8.1.1. para os dois lados de uma questão;
 315.8.2. o outro era oferecer-se
 315.8.2.1. para refutar qualquer caso proposto
 315.8.2.2. por um de seus alunos.
305 305. Ptolomeu I Sóter
 305.1. (367-283 a.C.),
 305.2. rei do Egito
 305.3. (305-285 a.C.),
 305.4. fundador da dinastia Ptolemaica
 305.5. (ou dinastia Lágida).
 305.6. Foi general
 305.7. do exército de Alexandre Magno
 305.8. e, com sua morte,
 305.9. no ano de 323 a.C.,
 305.10. foi nomeado sátrapa (governador)
 305.11. do Egito e da Líbia.
 305.12. Em 305 a.C.,
 305.13. adotou o título de rei.
 305.14. Alexandria
 305.15. foi a capital de seu reino,
 305.16. na qual fundou
 305.17. a famosa Biblioteca de Alexandria.
III 300.1. Euclides
a.C. 300.2. o maior matemático
 300.3. da Antiguidade greco-romana
 300.4. fundou sua escola em Alexandria,
 300.5. cerca de três séculos antes de Cristo.
 300.6. Foi em Alexandria
 300.7. que o matemático grego Euclides
 300.8. desenvolveu a geometria
 300.9. e Arquimedes formulou
 300.10. os princípios da física,
 300.11. entre outros avanços da ciência.
 
295 295.1. A Biblioteca de Alexandria
 295.2. fundada em 295 a.C.
 295.3. pela dinastia dos Ptolomeus
 295.4. e que nos três séculos seguintes
 295.5. ajudou a cidade portuária egípcia
 295.6. a firmar-se como uma das mais
 295.7. cintilantes capitais da Antiguidade.
 295.8. A antiga biblioteca abrigava,
 295.9. com seus 700 mil papiros,
 295.10. praticamente
 295.11. todo o conhecimento do mundo antigo,
 295.12. além de uma famosa escola filosófica.
287 287. Nasce Arquimedes
 287.1. (287-212 a.C.)
 287.1.1. Aristóteles tinha 35 anos de falecimento
 287.1.2. Platão tinha 61 anos de falecimento
 287.2. Foi um dos mais talentosos sucessores
 287.3. de Aristóteles
 287.4. no desenvolvimento da ciência.
 287.5. Formulou o princípio da alavanca
 287.6. e mostrou que o volume de um corpo irregular
 287.7. podia ser medido pela quantidade de água
 287.8. que deslocava.
 287.9. Arquimedes morreu com 75 anos
280 280.1. COLOSSO DE RODES (GRÉCIA)
 280.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 280.3. Construído por Carés
 280.4. em 280 a.C.;
 280.5. tinha 46 m de altura.
 280.6. Foi destruído em 224 a.C.
270 270.1. FAROL DE ALEXANDRIA (EGITO)
 270.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 270.3. Erigido por Sostrate de Cnide
 270.4. em 270 a.C.;
 270.5. tinha 120 m de altura.
 270.6. Foi destruído em 1375,
 270.7. durante um terremoto.
224 224.1. COLOSSO DE RODES (GRÉCIA) é destruído.
 224.2. (Uma das sete maravilhas do mundo antigo).
 224.3. Construído por Carés
 224.4. em 280 a.C.;
 224.5. tinha 46 m de altura.
 224.6. Foi destruído em 224 a.C.
216 216.1. batalha de Canas
 216.2. – onde o general cartaginês Anibal
 216.3. massacrou as legiões romanas
 216.4. com uma ampla manobra de envolvimento
 216.5. pela ala direita,
 216.6. em 216 a.C.
214 214. Nasce Carnéades
 214.1. (214-129 a.C.)
 214.2. Formidável debatedor,
 214.3. Carnéades sucedeu a Arcesilau
 214.4. na chefia da Academia de Platão
 214.5. quanto como o principal defensor do cetismo da época.
 214.6. Era especialmente eficiente
 214.7. em criticar as filosofias rivais
 214.8. dos epicuristas e dos estóicos.
 214.9. Carnéades causou sensação
 214.10. numa visita a Roma
 214.11. ao dar uma série de palestras públicas;
 214.12. na primeira,
 214.13. expôs eficazmente as visões
 214.14. de Platão e Aristóteles
 214.15. sobre a justiça;
 214.16. depois, em sua segunda palestra,
 214.17. refutou tudo o que dissera na primeira.
212 212. Morre Arquimedes
 212.1. (287-212 a.C.)
 212.2. Foi um dos mais talentosos sucessores
 212.3. de Aristóteles
 212.4. no desenvolvimento da ciência.
 212.5. Formulou o princípio da alavanca
 212.6. e mostrou que o volume de um corpo irregular
 212.7. podia ser medido pela quantidade de água
 212.8. que deslocava.
 212.9. Arquimedes morreu com 75 anos
198 198.1. A dinastia dos Lágidas(Ptolomeus)
 198.2. do Egito
 198.3. perdeu a hegemonia
 198.4. sobre a Judéia
 198.5. por volta
 198.6. do ano 198 a.C.
 198.7. na batalha de Panion,
 198.8. e a partir dessa data
 198.9. os Selêucidas da Síria
 198.10. passaram a dominar
 198.11. a região da Judéia.
198 198.1. Em 198 a.C., Antíoco III, Rei da Síria,
 198.2. conquistou Eretz Israel
 198.3. e novamente outorgou autonomia nacional
 198.4. e religiosa aos judeus.
175 175.1. A situação,
 175.2. do povo judeu,
 175.3. mudou em 175 a.C.,
 175.4. quando subiu ao governo da Síria
 175.5. Antíoco IV, Antíoco Epifanes.
 175.6. Antíoco Epifanes
 175.7. se via como
 175.8. representante da cultura grega(helenista)
 175.9. e queria promover esta cultura
 175.10. em todos os domínios do reino.
 175.11. Nesta época,
 175.12. havia na Judéia
 175.13. duas posições fortes:
 175.14. os "Helenistas" e os "Chasidim".
 175.15. Os que apoiavam a cultura grega,
 175.16. falavam grego
 175.17. e adotavam os costumes gregos,
 175.18. eram conhecidos como Helenistas.
 175.19. A maioria dos Helenistas
 175.20. vinham das classes média e alta.
167 167.1. A partir de 167 a.C.,
 167.2. Israel começou a ensaiar
 167.3. uma relativa autonomia política
 167.4. com os Macabeus,
 167.5. que se manteve
 167.6. até o ano de 63 a.C.
165 165. O lema dos combatentes judeus era
 165.1. "Mi Camochá BaElim, Ado-nai" – Macabi
 165.2. – Quem é como Tu entre os deuses, nosso D’us".
 165.3. Os judeus lutaram com heroísmo.
 165.4. Era uma guerra entre forças díspares:
 165.5. poucos contra muitos,
 165.6. camponeses sem armas
 165.7. contra um exército organizado e treinado.
 165.8. A guerra foi popular e de guerrilhas.
 165.9. Nesta luta cairam muitos judeus,
 165.10. entre eles Eleazar o Hasmoneu.
 165.11. Yehuda, o Macabeu,
 165.11. deu um duro golpe no exército de Antíoco,
 165.12. e libertou Jerusalém.
 165.13. Isto ocorreu em 165 a.C.
 165.14. Ele purificou o Templo,
 165.15. e renovou o serviço sagrado.
 165.16. No dia 25 do mês de Kislev,
 165.17. os judeus inauguraram o Templo
 165.18. e fizeram a primeira oferenda a D’us no novo altar.
 165.19. A festa de inauguração do Templo
 165.20. se estendeu por 8 dias.
 165.21. Depois da inauguração do Templo,
 165.22. continuaram as lutas.
 165.23. Yehudá, HaMacabi, caiu em combate,
 165.24. mas sua luta foi continuada por seus irmãos,
 165.25. Yonatan e Shimon, que fortaleceram o reino,
 165.26. anularam os editos de Antíoco,
 165.27. e transformaram a Judéia num reino independente.
 165.28. Shimon foi o primeiro príncipe da Judéia,
 165.29. e assim começou a dinastia dos Hasmoneus.
 165.30. Os reis Hasmoneus extenderam os limites do reino,
 165.31. e, no período do Rei Alexandre Chaneo,
 165.32. as fronteiras se extenderam desde o deserto,
 165.33. as margens do Jordão Oriental,
 165.34. até o Mediterrâneo, ao Ocidente;
 165.35. desde o Líbano, ao norte,
 165.36. até Rafiach, ao Sul.
 165.37. O país se constitui
 165.38. na maior área
 165.39. históricamente já atingida
 165.40. por Eretz Israel.
141 141.1. Contudo,
 141.2. Jerusalém ainda
 141.3. permanecia
 141.4. como último reduto selêucida
 141.5. até 141 a.C.,
 141.6. quando Simão macabeu
 141.7. a conquistou
 141.8. definitivamente
 141.9. (1 Mc 13,51).
67 67. A dinastia dos Hasmoneus
 67.1. continuou até depois
 67.2. da conquista romana,
 67.3. em 67 a.C.
 67.4. e até a morte
 67.5. do último Rei da Dinastia,
 67.6. em 37 a.C.
46 46.1. O calendário juliano
 46.2. organizado em 46 a.C.,
 46.3. por ordem de Júlio Cesar,
 46.4. pelo astrônomo alexandrino Sosígenes.
44 44.1. Assassínio de Júlio Cesar 
37 37. Morte do último Rei
 37.1. da Dinastia dos Hasmoneus,
 37.2. em 37 a.C.
———————————————
1 1.1. Nascimento de JESUS CRISTO
BIBLIOGRAFIA:
ALMANAQUE ABRIL 1982. São Paulo: Abril, 1982. p. 663
ALMANAQUE ABRIL 1991. 17 ed. São Paulo: Abril. p. 272.
ATLAS geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE. 2002. p.65
FERREIRA, José Roberto Martins. História: 6ª série/martins. Ed. reform.
   São Paulo: FTD, 1997. p. 60.
MAGEE, Bryan. História da filosofia. 3.ed. São Paulo: Loyola, 2001
PILETTI, Nelson; PILETTI, Claudino. História e vida integrada: os
   conteúdos e história geral e história do Brasil integrados. 1 ed.
   v.1. São Paulo: Ática, 1999. p. 32; 121.
PILETTI, Nelson; PILETTI, Claudino. História e vida: Brasil: dos
   primeiros habitantes à independência. 15.ed. v.1. São Paulo:
   Ática, 2000.
Acesso em: 15:23 10/11/2005
   Disponível em:
   http://www.cl.org.br/Cultura42.htm
   /novaNetJudaica/Default.asp?subMenu=Religi%C3%A3o&novaPagina=Textos
   /mostraTxt.asp&id=337&descCat=Chanuc%C3%A1
Acesso em: 21:44 1/11/2005
   Disponível em:
   http://www.cobra.pages.nom.br/fc-hitler.html
Acesso em: 19:51 18/11/2005
   Disponível em:
   http://www.educ.fc.ul.pt
   /docentes/opombo/hfe/momentos/escola/academia/index.htm
Acesso em: 19:57 18/11/2005
   Disponível em:
   http://www.educ.fc.ul.pt
   /docentes/opombo/hfe/momentos/escola/liceu/index.htm
Acesso em: 15:23 10/11/2005
   Disponível em:
   http://www.educacional.com.br
   /noticiacomentada/020405_not01.asp
Acesso em: 18:59 17/8/2005
   Disponível em:
   http://educaterra.terra.com.br
   /voltaire/mundo/primeira_guerra.htm
Acesso em: 15:22 10/11/2005
   Disponível em:
   http://www.netjudaica.com.br
Acesso em: 19:00 17/8/2005
   Disponível em:
   http://paginas.terra.com.br/arte/mundoantigo/1gm/
Acesso em: 13:47 26/10/2005
   Disponível em:
   http://www.torturanuncamais-rj.org.br
   /MDDetalhe.asp?CodMortosDesaparecidos=362
Acesso em: 15:10 10/11/2005
   Disponível em:
   http://www.vidaslusofonas.pt/alexandre_magno.htm  
Acesso em: 18:58 17/8/2005
   Disponível em:
   http://www.vestigios.hpg.ig.com.br/1guerra.htm
 
 
Esse post foi publicado em Linha do Tempo. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s