HISTÓRIA DAS RELIGIÕES

 
 
::::::::::::::::::::::::::::::
::: HISTÓRIA DAS RELIGIÕES :::
::::::::::::::::::::::::::::::
 
1. O estudo
1.1. dos fenómenos religiosos,
1.2. na sua complexidade
1.3. e na sua teia
1.4. de implicações
1.5. sobre a mentalidade
1.6. e cultura
1.7. das sociedades,
1.8. torna-se
1.9. de dia para dia
1.10. mais urgente.
 
2. O medo do desconhecido
2.1. e a necessidade
2.2. de dar sentido ao mundo
2.3. que o cerca
2.4. levaram o homem
2.5. a fundar
2.6. diversos sistemas
2.7. de Crenças,
2.8. Cerimônias
2.9. e Cultos
2.10. – muitas vezes
2.11. centrados
2.12. na figura
2.13. de um ente supremo
2.14. – que o ajudam
2.15. a compreender
2.16. o significado último
2.17. de sua própria
2.18. natureza.
 
3. Religião
3.1. (do latim religio,
3.2. cognato de religare,
3.3. "ligar",
3.4. "apertar",
3.5. "atar",
3.6. com referência
3.7. a laços
3.8. que unam
3.9. o homem
3.10. à divindade)
3.11. é como
3.12. o conjunto
3.13. de relações teóricas
3.14. e práticas
3.15. estabelecidas
3.16. entre os homens
3.17. e uma
3.18. potência superior,
3.19. à qual se rende
3.20. culto,
3.21. individual ou coletivo,
3.22. por seu caráter
3.23. divino e sagrado.
 
4. Assim,
4.1. religião
4.2. constitui
4.3. um corpo organizado
4.4. de crenças
4.5. que ultrapassam
4.6. a realidade
4.7. da ordem natural
4.8. e que tem
4.9. por objeto
4.10. o sagrado
4.11. ou sobrenatural,
4.12. sobre o qual
4.13. elabora
4.14. sentimentos,
4.15. pensamentos
4.16. e ações.
 
5. A observância
5.1. e a experiência religiosas
5.2. têm por objetivo
5.3. prestar tributos
5.4. e estabelecer
5.5. formas de submissão
5.6. a esses poderes,
5.7. nos quais
5.8. está implícita
5.9. a idéia
5.10. da existência
5.11. de ser
5.12. ou seres superiores
5.13. que criaram
5.14. e controlam
5.15. o cosmos
5.16. e a vida humana.
 
6. Toda religião
6.1. pressupõe
6.2. algumas crenças
6.3. básicas,
6.4. como a sobrevivência
6.5. depois da morte,
6.6. mundo sobrenatural
6.7. etc.,
6.8. ao menos
6.9. como fundamento
6.10. dos ritos
6.11. que pratica.
 
7. A Religião
7.1. pode ser definida
7.2. como um conjunto
7.3. de crenças
7.4. relacionadas
7.5. com aquilo
7.6. que a humanidade
7.7. considera
7.8. como sobrenatural,
7.9. divino,
7.10. sagrado
7.11. e transcendental,
7.12. bem como
7.13. o conjunto de rituais
7.14. e códigos morais
7.15. que derivam
7.16. dessas crenças.
 
8. Embora
8.1. cada religião
8.2. apresente
8.3. elementos próprios,
8.4. é também possível
8.5. estabelecer
8.6. uma série
8.7. de elementos
8.8. comuns
8.9. às várias
8.10. religiões
8.11. e que podem
8.12. permitir
8.13. uma melhor compreensão
8.14. do fenómeno religioso.
 
9. O deísmo
9.1. é uma postura
9.2. filosófico-religiosa
9.3. que admite
9.4. a existência
9.5. de um Deus criador,
9.6. mas rejeita
9.7. a idéia
9.8. de revelação divina.
 
10. É uma doutrina
10.1. que considera
10.2. a razão
10.3. como a única via
10.4. capaz
10.5. de nos assegurar
10.6. da existência de Deus,
10.7. rejeitando,
10.8. para tal fim,
10.9. o ensinamento
10.10. ou a prática
10.11. de qualquer
10.12. religião organizada.
 
.
Esse post foi publicado em Teologia. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s